Como é transmitida a febre amarela?

Como é transmitida a febre amarela

Como é transmitida a febre amarela – A febre amarela é uma enfermidade viral e infecciosa que apresenta quadros febris. Essa doença é gerada pelo flavivírus (arbovírus amarílico), vírus ligado a família Flaviviridae, a mesma que transmite o vírus da dengue.

O vírus da febre amarela é transmitido pelos mosquitos que pertencem às espécies Aedes e Haemogogus. Por isso, não há como haver uma transmissão direta de uma pessoa para outra.

Devido a sua gravidade clínica e enorme potencial de contaminação, a febre amarela contribui muito para os estudos sobre surtos de doenças. A partir desses estudos, fica mais fácil entender esse tipo de problema. Leia este texto e saiba como é transmitida a febre amarela.

Qual é o agente causador da febre amarela?

Em locais de predominância urbana, o agente causador da febre amarela é o mosquito Aedes aegypti, que também pode transmitir a febre Chicungunha, o vírus Zika e a dengue. É importante deixar claro que, a febre amarela é vista como erradicada nos locais urbanos do Brasil. No entanto, ainda existem contaminações em algumas áreas rurais do nosso país.

O vírus da febre amarela possui dois ciclos de transmissão. O primeiro ciclo é nas regiões urbanas, onde o Aedes aegypti ataca um ser humano infectado e, após contrair a doença, começa a transmiti-la para outras pessoas. Esse ciclo é conhecido como homem-mosquito-homem.

Além do ciclo urbano, também existe o ciclo silvestre, que tende a ser muito mais complexo. Diferente do ciclo das cidades, cuja infecção depende apenas do Aedes aegypti, no ciclo silvestre, vários tipos de mosquitos podem levar essa doença e, normalmente, os animais contaminados são os primatas não humanos (PNH).

Como o mosquito se infecta com a febre amarela?

Normalmente, um mosquito contrai o vírus da febre amarela ao picar um ser humano ou algum animal infectado com o vírus. A partir daí, aquele mosquito se transforma em um vetor dessa doença e passa a disseminá-la.

O melhor meio de combater a febre amarela é investir pesado na vacinação e no combate à proliferação do Aedes aegypti. Essas duas ações diminuirão muito o nível de contágio nas regiões endêmicas.

Quais são os tipos de mosquitos transmissores da febre amarela?

Antes de falar sobre os mosquitos que transmitem a febre amarela, é preciso falar que existem dois ciclos de transmissão: o urbano e o silvestre. Apesar de serem ciclos diferentes, a febre amarela se apresenta da mesma forma em ambos os casos, seja no sentido clínico, imunológico, fisiopatológico ou etiológico.

Os mosquitos do ciclo silvestre, que pertencem aos gêneros Haemagogus e Sabethes, possuem hábito diurno e escolhem o período mais quente do dia para realizarem seu repasto sanguíneo. Por conta disso, eles ficam muito ativos entre às 9h e às 16h.

No ciclo silvestre da transmissão, os principais hospedeiros dos mosquitos são os primatas não humanos (PNH). Após serem contaminados, esses animais passam a ser amplificadores do vírus, entretanto, o contágio com o ser humano acontece apenas de forma esporádica, quando o homem entra em regiões de mata.

É bom ressaltar que, os mosquitos Haemagogus e Sabethes são os que mais espalham a febre amarela na América Latina.

Por sua vez, o ciclo urbano da febre amarela tem o ser humano como único hospedeiro e seu principal vetor é o Aedes aegypti, mosquito famoso por transmitir a dengue e o vírus Zika. O ciclo de transmissão começa com o mosquito picando um ser humano infectado e, após contrair o vírus, esse inseto passa a contaminar outras pessoas.

É importante ressaltar que, a febre amarela não é transmitida de uma pessoa para outra.

Qual é o nome do vírus da febre amarela?

Gerada pelo flavivírus (arbovírus amarílico), vírus ligado a família Flaviviridae, a febre amarela não demora mais do que 10 dias para se manifestar. Normalmente, os casos dessa doença estão muito ligados à América do Sul, América Central e África. É importante ressaltar que, o vírus que transmite a febre amarela é o mesmo que transmite a dengue.

Reações da vacina da febre amarela

A vacina da febre amarela pode apresentar reações em alguns vacinados. Normalmente, as pessoas que apresentam alguma reação sentem dores de cabeça, febre e dores musculares. Em situações mais raras, talvez a pessoa tenha hipersensibilidade (mais comum em crianças) e contraia a febre amarela devido ao vírus inserido na vacina.

É preciso tomar quantas doses da vacina da febre amarela?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que apenas uma dose da vacina da febre amarela é o suficiente para que as pessoas sejam imunizadas. De acordo com a OMS, essa dose única protegerá as pessoas durante toda a sua vida, inclusive, o Brasil segue essa recomendação desde 2017.

Contudo, recentemente surgiram estudos que afirmam a importância de tomar, ao menos, mais uma dose 10 anos após a aplicação da primeira vacina.

Em agosto de 2019, alguns pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz fizeram um estudo e o publicaram no periódico Emerging Infectious Diseases. O objetivo dessa pesquisa é falar sobre a importância de uma dose de reforço para a vacina da febre amarela, especialmente em áreas com alto risco de contaminação.

Os sintomas da febre amarela demoram quanto tempo para se manifestar?

Não leva muito tempo para que os sintomas da febre amarela se manifestem. No geral, os primeiros sinais dessa doença começam a aparecer entre 3 e 6 dias após a contaminação. É muito raro que a incubação dessa doença dure mais do que isso.

A febre amarela é uma doença mortífera, portanto, o infectado deve prestar muita atenção nos sinais que ela apresentar. Ao perceber qualquer sintoma, é necessário procurar ajuda médica com urgência, pois essa enfermidade é muito perigosa.

Existe algum tratamento específico para febre amarela?

Infelizmente, não há um tratamento eficaz que elimine a febre amarela. Nesse caso, a única coisa que pode ser feita é trabalhar no alívio dos sintomas. O paciente deve ser hospitalizado e receber auxílio para reposição de líquidos e do sangue perdido, se for necessário.

Em situações de alta gravidade, o paciente será enviado para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), pois lá existem mais recursos para lidar com as complicações da febre amarela. Isso deve ser feito imediatamente, pois a vida daquela pessoa está em risco.

Ao lidar com um caso de febre amarela, jamais se deve aplicar remédios salicilatos (Aspirina e AAS), pois eles aumentam o risco de problemas hemorrágicos. O médico deve observar o paciente com enorme cuidado, pois, qualquer agravamento do quadro clínico pode causar a morte daquele ser humano.

Deixe a sua opinião sobre o texto: como é transmitida a febre amarela.

Comments (No)

Leave a Reply