Quantas doses tomar da vacina da febre amarela?

Quantas doses tomar da vacina da febre amarela

Quantas doses tomar da vacina da febre amarela? – A febre amarela é uma doença com alto potencial de contágio e que gera diversos sintomas graves. Essa doença tende a se multiplicar muito nas áreas florestais, pois lá existem diversos mosquitos que podem elevar a contaminação.

Atualmente, essa doença é muito rara nos locais urbanos do Brasil, pois sua vacina pode ser encontrada em qualquer Unidade Básica de Saúde. Ademais, uma dose única desse imunizante pode proteger a pessoa vacinada pelo resto de sua vida.

Contudo, existem teses que afirmam a importância de receber uma segunda dose dessa vacina, especialmente em casos de viagem para locais endêmicos. Inclusive, a OMS afirma que, ao fazer uma viagem para locais com altos índices de contaminação, é imprescindível tomar uma segunda dose dessa vacina. 

Leia este texto e saiba quantas doses tomar da vacina da febre amarela.

Quantas vezes é necessário tomar a vacina da febre amarela?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma dose única da vacina da febre amarela já é o suficiente para imunizar uma pessoa durante toda sua vida. Inclusive, o Brasil segue essa recomendação desde 2017.

No entanto, existem estudos que afirmam a importância de tomar, ao menos, mais uma dose 10 anos após a primeira vacinação, especialmente quando o vacinado resolve viajar para alguma região endêmica.

Em agosto de 2019, alguns pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz publicaram uma pesquisa no periódico Emerging Infectious Diseases. Nesse texto, os pesquisadores recomendam uma dose de reforço da vacina em locais onde existe um alto risco de contágio, incluindo o Brasil.

Vale lembrar que, atualmente, a vacina da febre amarela pode ser encontrada de forma gratuita em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS).

Onde é aplicada a vacina da febre amarela?

A aplicação da vacina da febre amarela é feita de modo subcutâneo, sempre na região do braço. O efeito de proteção da vacina surge a partir do décimo dia após a sua aplicação e dura aproximadamente 10 anos. Basicamente, essa vacina age incentivando o organismo a produzir sua própria proteção contra o vírus.

Locais onde a vacina da febre amarela é exigida

Como essa doença já foi erradicada em locais urbanos, a vacina da febre amarela é mais exigida em locais de mata e de rios, pois nessas regiões ainda existem focos de endemia. A seguir, veja em quais locais a febre amarela tende a ser mais perigosa:

  • Estados do Centro-Oeste e do Norte;
  • Maranhão;
  • Sudoeste do Piauí;
  • Oeste e extremo-sul da Bahia;
  • Minas Gerais;
  • Parte oeste de São Paulo;
  • Parte norte do Espírito Santo;
  • Paraná;
  • Rio Grande do Sul;
  • Santa Catarina.

Vale lembrar que, se uma pessoa pretende viajar para locais afetados por algum surto de febre amarela, ela deve tomar a vacina 10 dias antes de embarcar. Com isso, haverá tempo hábil para vacina fazer efeito e imunizar o vacinado.

Como é feita a vacina contra febre amarela?

Primeiramente, é preciso explicar que, apesar de existirem algumas diferenças entre as vacinas da iniciativa privada e as da rede pública, ambas possuem a mesma taxa de eficácia: 95% para pessoas com idade superior a dois anos.

A seguir, conheça as diferenças nas composições das vacinas da febre amarela:

Rede pública: fabricada no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), essa vacina foi criada utilizando uma versão atenuada do vírus e a cultivando em um ovo de galinha. Ademais, a composição dessa vacina possui Eritromicina, Canamicina, gelatina bovina, cloridrato de L-histidina, L-alanina, cloreto de sódio e água para injeção.

Iniciativa privada: produzida pela empresa Sanofi Pasteur, essa vacina também utiliza uma versão mais branda do vírus e o cultiva em um ovo de galinha. Ademais, ela apresenta substâncias como cloridrato de L-histidina, L-alanina, sorbitol, lactose e solução salina.

Tanto a rede pública quanto a iniciativa privada fazem suas vacinas de acordo com as orientações estabelecidas pela OMS.

Quanto custa a vacina?

Em 2018, devido ao surto de febre amarela que aconteceu no Brasil, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) fez um levantamento para saber o preço médio dessa vacina.

Essa pesquisa, que foi feita entre 19 de fevereiro de 2018 e 27 de março de 2018, fez comparações entre o preço do fabricante (PF), valor máximo que as clínicas e os hospitais podem cobrar pela vacina e o preço máximo ao consumidor (PMC), valor utilizado em farmácias e que serviu como base para as vendas nos estabelecimentos pesquisados.

Segundo a pesquisa do IDEC, os preços das vacinas variavam entre R$ 137 e R$ 220 em 2018. Entretanto, o que mais chama a atenção nesses valores são os serviços que envolvem as vacinas (armazenamento, estocagem e aplicação).

Em clínicas e hospitais, os valores desses serviços chegaram a R$ 156,99, o que representa 71% dos valores médios das vacinas. Ou seja, o paciente paga mais pelos serviços envolvidos do que pela vacina em si.

Orientação para tomar a vacina

Para receber a vacina da febre amarela, é preciso obedecer a algumas orientações que serão mostradas a seguir:

  • Crianças entre 6 e 8 meses de vida: nessa fase, é necessário tomar uma dose em casos de viagens para locais com alto risco de contaminação. Ademais, essas crianças podem tomar uma dose de reforço aos quatro anos de idade;
  • Crianças a partir dos nove meses: nesse período da vida, a criança tomará uma única dose dessa vacina. Depois disso, ela terá que receber uma dose de reforço ao completar quatro anos de idade;
  • Crianças a partir dos dois anos de idade: nesse período da vida, se a criança residir em uma região endêmica, será necessário receber uma dose de reforço da vacina;
  • Crianças maiores de cinco anos que nunca foram vacinadas: nessa fase da vida, é necessário receber a primeira dose e, 10 anos depois disso, receber uma dose de reforço;
  • Adultos maiores de 60 anos: cada caso deve ser avaliado pelo médico;
  • Pessoas que buscam viajar para locais endêmicos: caso a pessoa nunca tenha sido vacinada, ela terá que receber a primeira dose com, pelo menos, 10 dias de antecedência da viagem. Para quem já foi vacinado, segundo a OMS, não é necessário tomar outra dose.

Deixe o seu comentário sobre o texto: quantas doses tomar da vacina da febre amarela.

Comments (No)

Leave a Reply