Como garantir a segurança no empacotamento de produtos frágeis?

Como garantir a segurança no empacotamento de produtos frágeis

Na hora de empacotar produtos, é muito importante utilizar o material correto para proteger o mesmo, principalmente se ele for frágil. Garantir que a mercadoria chegue de forma segura até os clientes é uma preocupação que as empresas tem, principalmente porque esse fator é avaliado, e define se a empresa é séria ou não.

Cada tipo de produto necessita de um empacotamento adequado e saber como garantir a segurança da mercadoria é de grande importância, para que o cliente esteja satisfeito, e a empresa se destaque no setor de qualidade de entrega. Para garantir a segurança no empacotamento de produtos frágeis, vamos apresentar algumas dicas para aplicar nas mercadorias de lojas e empresas.

Conheça cada produto e suas necessidades

Para escolher a embalagem certa para o produto frágil, é necessário que você avalie quais são as necessidades de proteção dessa mercadoria. É preciso identificar a necessidade de uma embalagem mais flexível ou menos flexível na hora de empacotar o produto para que o mesmo seja transportado.

Um exemplo que podemos citar são as mercadorias de vidro. Um jarro de vidro geralmente é colocado em uma embalagem firme de papelão, para que seja exposto. Já para transporte ele é revestido de jornal e plástico bolha, e se colocado em uma caixa, essa deve ser preenchida com isopor para que o produto fique firme e não corra risco de quebrar.

Escolha uma embalagem específica para a proteção

Para ajudar na proteção contra impactos e reduzir até mesmo as chances de quebra do produto no transporte, é essencial que se use embalagens específicas para proteger a mercadoria. Podemos citar aqui alguns artigos voltado para o auxílio da proteção dos produtos:

Fita métrica: usada para a verificação das dimensões dos produtos com o objetivo de auxiliar na escolha da embalagem de tamanho certo para a proteção da mercadoria;

Balança: tem como objetivo garantir que a embalagem irá suportar o peso do produto, além de evitar que mercadorias mais pesadas fiquem em cima de outras mais leves;

Caixa de papelão: ótima alternativa para ser utilizada como segunda embalagem, é necessário que ela seja forte;

Isopor: ideal principalmente para transporte de produtos muito frágeis como o vidro, ele amortece e preenche as caixas de papelão com o objetivo de deixar a mercadoria bem firme;

Plástico-bolha: também muito utilizado para envolver produtos feitos de vidro por protege-lo e amortecer os impactos, além de deixar a mercadoria firme;

Pallets: para que mercadorias grandes não fiquem se movimentando durante o transporte, e até mesmo para que esses produtos sejam manuseados com mais facilidade, recomenda-se o uso de pallets.

Escolha materiais de boa qualidade e resistência

É muito importante que essas embalagens sejam resistentes, para que se evite algum dano nessas mercadorias mais frágeis. Eles devem ser fortes e de boa qualidade por conta de possíveis impactos que a mercadoria possa sofrer. Sendo assim, o objetivo dos mesmos é manter os produtos intactos, sem nenhum dano.

Identifique o produto que está contido na embalagem

Sim, mesmo que os produtos estejam embalados com o material adequado, é necessário que na embalagem seja identificado que aquele produto que está em transporte é uma mercadoria frágil.

Para isso você pode utilizar marcadores e escrever a palavra frágil na caixa, ou até mesmo utilizar fitas adesivas personalizada com cores que seja fácil o entendimento relacionado a fragilidade do produto que está sendo manuseado.

Utilize mais de uma embalagem no empacotamento do produto

É de extrema importância utilizar mais de uma embalagem para a proteção da mercadoria, pois essa estratégia torna mais eficiente a proteção do produto. Diante disso, os produtos podem ser embalados com 3 tipos de artigos.

Embalagens primárias: são aquelas que tem o contato diretamente com o produto, ou seja, são aquelas nas quais a mercadoria é embrulhada. Geralmente esse tipo de embalagem não tem muita resistência.

Embalagens secundárias: elas são mais resistentes, e são utilizadas para armazenar o produto de maneira que possa protege-lo.

Embalagens terciárias: essas têm função igual a das embalagens secundárias, porém, elas são usadas para o manuseio logístico da mercadoria. Elas são bem mais resistentes que as secundárias, um exemplo são os pallets.

Organize bem o transporte desses produtos

Na hora de fazer transporte de mercadorias frágeis, é muito importante que os produtos estejam bem organizados. Por exemplo, as caixas maiores devem sempre ficar por baixo das outras, os itens mais frágeis devem ser colocados por cima dos demais, além da utilização de fitas para amarrar as caixas e deixá-las bem firmes e seguras.

Com essas dicas é possível garantir a segurança do transporte de itens frágeis, além do mais, é muito importante que os profissionais que farão essa organização do transporte sejam treinados para que não haja prejuízos, e outra dica é que sua empresa tenha um fornecedor de embalagens de qualidade. Com esses cuidados sua empresa vai se destacar no mercado.

Gostou do conteúdo? Confira nosso blog para outras dicas importantes na hora da mudança.

Marcos K

Marcos K

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 8 =